Games

O Xbox Series X tem tudo para repetir o sucesso do Xbox 360

Lançado em 2013, o Xbox One veio ao mundo debaixo de muitas críticas, de sites de notícias a youtubers, talvez o terceiro console da Microsoft tenha sido o aparelho de jogos mais criticado/hateado da história. Don Mattrick saiu e veio o Phil Spencer, e com ele uma série de restruturações e mudanças ocorreram na divisão Xbox: Play Anywhere, Retrocompatibilidade, Jogos sendo lançados em simultâneo para o Xbox e PC, Xbox Game Pass e Xcloud. Phil Spencer trouxe mudanças nunca antes vistas para um console e mudanças essas que provavelmente se tornarão tendência nos próximos anos. Hoje o Xbox One é um console totalmente diferente do que foi apresentado no primeiro semestre de 2013, porém, essas mudanças dividem opiniões.

O Xbox 360 foi o queridinho de muitos e é considerado o melhor console da Microsoft, como também, um dos melhores consoles de todos os tempos. Com um design lindo, funções inovadoras e jogos exclusivos que ditaram padrões, o segundo console da gigante de Redmond ganhou os corações de muitos jogadores e abocanhou um mercado significativo do PlayStation que, por duas gerações seguidas, foi o manda chuva no ramo dos consoles. O Xbox 360 foi um console diferente do Xbox One no tocante as suas políticas, por exemplo, seus jogos não foram lançados ao mesmo tempo para o PC – no máximo um jogo ou outro recebia uma versão para PC a posteriori – política essa que passou a ser padrão no Xbox One a partir de 2016. Isso desagradou boa parte da comunidade, e é algo criticado até hoje, apesar que para mim e tantos outros seja algo que não influencia em nada. O Xbox 360 também não tinha um serviço como o Game Pass, e acreditem, tem gente que reclama do Game Pass pois acham que ele impossibilita a criação de grandes jogos por parte da Microsoft; como também eles queriam ter apenas a opção de comprar o jogo, pois um serviço de assinatura prejudica a indústria. É duro de ler isso, mas é algo que vejo corriqueiramente, enfim, esse não é o o foco do artigo. Com o Xbox Series X, a Microsoft promete seguir com as mesmas políticas do Xbox One, então, como o Xbox Series X tem tudo para ser o novo Xbox 360 se eles parecem ser tão diferentes?

Quando falo em ser ”o novo Xbox 360”, me refiro em ter a mesma grandiosidade que o Xbox 360 teve em sua época. Em 2005, a Microsoft veio com um console poderoso, que rodava os jogos multiplataforma de forma excepcional, e não há muito o que discutir: o Xbox 360 era o console da geração que rodava melhor os jogos das third parties. Com o Xbox Series X, a primazia para rodar os jogos multiplataformas parece que será a mesma. O Xbox One sofreu muitas críticas quando foi lançado, pois rodava vários jogos de terceiros em resolução inferior ao PlayStation 4, mas a Microsoft corrigiu isso com o Xbox One X, e ela não quer que esse erro se repita com o Xbox Series X. O novo console terá um hardware poderoso, com arquitetura RDNA 2, 12 teraflops de desempenho da GPU, suporte a ray tracing, uma CPU projetada com base na arquitetura Zen 2 e Radeon RDNA 2 da AMD, SSD e mais. Ou seja, será um console extremamente parrudo. Esse movimento me faz pensar o seguinte: a Microsoft quer voltar a ser o console onde as pessoas optam por jogar os multiplataformas. O Xbox 360 era o console onde os multiplataformas mais vendiam, era o console que detinha a maior parte dos direitos de marketing e isso se perdeu na geração seguinte com o Xbox One, com o PS4 tomando o posto do Xbox 360. A Microsoft sabe que vender bem os jogos de terceiros em seu console é importante, pois ela ganha royalties com cada jogo vendido, por isso ela está trabalhando em um console poderoso e com preço acessível (pelo menos é o que ela promete), para assim tentar reconquistar esse mercado perdido. Pode ser que o Series X não seja o console com melhor desempenho técnico da geração, mas com certeza ele será um console amigável para os desenvolvedores e não limitará a criatividade dos mesmos.

O 360 teve jogos primorosos, dos mais diversos gêneros: Halo 3, Gears of War, Forza Motorsport 4, Fable, Alan Wake, Blue Dragon, Lost Odyssey, Dead Rising, Mark of the Ninja, Ninja Gaiden 2, MagnaCarta 2, Forza Horizon, Condemned: Criminal Origins, Perfect Dark, entre outros. Uma boa seleção de jogos first e second party, como também de exclusivos temporários, como Mass Effect, Portal, Bioshock e outros. Apesar de ter uma biblioteca boa, o Xbox One não manteve o mesmo nível do Xbox 360, porém, a era de ouro dos first-party do Xbox parece estar voltando como o Xbox Series X. Recentemente, a Microsoft comprou 7 estúdios (Compulsion Games, Double Fine, Inxile, Ninja Theory, Playground Games, Obsidian e Undead Labs) e montou um do zero, a The Initiative, esse estúdio foi formado com várias pessoas de renome na indústria, o que promete ser o ‘dream team’ do Xbox. Eles se juntaram à 343 Industries, The Coalition, Turn 10, Mojang e Age of Empires, totalizando 14 estúdios que foram sendo ampliados ao longo dos últimos meses e agora estão prontos para fazer jogos para as plataformas da Microsoft. Isso fora os estúdios parceiros, como a Moon Studios, a Asobo Studio e a Creative Assembly. Rumores surgem toda a semana de que a Xbox Game Studios receberá ainda mais estúdios para o seu time, agora imaginem quase 20 estúdios produzindo jogos para a plataforma? Todas essas desenvolvedoras já estão trabalhando em novos jogos e já tivemos um aperitivo do que estar por vir com Hellblade 2, Project Mara, e os rumores de Forza Motorsport 8, jogo ‘AAAA’ da The Initiative e um novo Fable. O Xbox One foi um console de reestruturação, e os resultados dessa reestruturação veremos em breve. Acreditem: a era de ouro dos jogos do Xbox 360 voltará agora com o Xbox Series X.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: