Filmes, Séries, Desenhos

6 filmes para amaciar a ressaca moral pós-Carnaval

Histórias do cinema que comprovam que, sim, alguém já mandou pior que você

O Carnaval é o período no ano em que é totalmente justificado curtir e festejar. Assim é fácil passar dos limites, não só na bebida mas também nas atitudes. Mandou mal durante o feriado? Sem julgamentos! Aproveite o restante da semana com alguns filmes que vão dar uma amaciada na sua ressaca moral.

PARA QUEM PASSOU DOS LIMITES: PROJETO X

Toda festa fica interessante pela imprevisibilidade, mas algumas podem crescer muito além do inesperado. O melhor exemplo disso é o mockumentary Projeto X, de 2012. Rodado como um documentário, essa comédia mostra um grupo de adolescentes planejando uma festa lendária que foge do controle. Não é a toa que, até hoje, quando as coisas ficam absurdas, há boas chances de alguém falar “puts, virou tipo Projeto X”.

PARA OS ERROS DE SOLTEIRO: A NOITE É DELAS

Ser solteiro no Carnaval é uma experiência única, uma via de mão de dupla de prazer e decisões questionáveis. Com sorte, nenhum erro do feriado foi tão grande quanto os de A Noite É Delas. O filme de 2017 mostra um grupo de amigas que, durante uma despedida de solteira, acidentalmente matam um stripper, e precisam lidar com as consequências. Além da premissa insana e meio sombria, o elenco é algo especial, com Scarlett JohanssonIlana Glazer (Broad City), Kate McKinnon (Caça-Fantasmas), Zoe Kravitz (Big Little Lies) e Jillian Bell (Vício Inerente).

PARA QUEM TENTOU PEGAR ALGUÉM: SUPERBAD

Solteirice no Carnaval realmente é o caminho certeiro para decisões questionáveis, como dedicar todo o seu feriado a encontrar alguém para trocar uns carinhos. Algo parecido acontece em Superbad – É Hoje. A comédia, estrelada por Jonah Hill e Michael Cera, mostra os efeitos de trocar seus amigos pela busca desenfreada por uma companheira (que, no caso, é a Emma Stone no papel que a lançou em Hollywood). O roteiro é de ninguém menos que Seth Rogen e Evan Goldberg, então espere bobeira e vergonha alheia em doses cavalares e memoráveis.

PARA QUEM NÃO CONSEGUIU PEGAR NINGUÉM: O VIRGEM DE 40 ANOS

Dedicar o Carnaval a tentar ficar com alguém não significa que você necessariamente conseguiu. Mas pense pelo lado positivo: poderia ser bem pior, certo? O Virgem de 40 Anos, como o nome sugere, mostra alguém que chega até os 40 anos de idade sem pegar ninguém. Isso, porém, pode mudar quando o protagonista – vivido por Steve Carrell (The Office) – começa a se envolver com uma mãe solteira. A comédia de Judd Apatow arranca boas risadas, mas também discute toda a importância que damos ao assunto. Afinal, a vida continua.

PARA QUEM BEBEU DEMAIS: HERÓIS DA RESSACA

Tudo fica mais estranho com álcool envolvido. Há grandes chances que seu Carnaval não tenha sido tão bizarro quantos o fim da Trilogia Cornetto de Edgar WrightHeróis da Ressaca traz um grupo de amigos tentando finalizar um pub crawl, ou seja, tomar uma gelada por bar em uma longa sequências de pubs. O que atrapalha a bebedeira é quando descobrem ser a única esperança da humanidade em meio à uma invasão robô. Além dos cortes estilosos e ótima escolha de trilha por Wright, vale pelos toques de ficção científica e pelo elenco com Simon PeggNick FrostMartin FreemanRosamund PikePierce Brosnan e mais.

A JORNADA PÓS-ROLÊ: MADRUGADA MUITO LOUCA

Você foi para os bloquinhos, dançou, cantou e bebeu bastante. Resta voltar para casa – quando a pior fome do mundo bate, daquelas de fazer dobrar o estômago. Nesse momento, já alcoolizado e cansado, são poucas as salvações, e é assim que você desvia de seu caminho para passar no primeiro fast-food que estiver aberto. A dupla Harold (John Cho) e Kumar (Kal Penn) conhece muito bem a sensação, já que é praticamente a premissa de Madrugada Muito Louca. No filme os dois doidões ficam obcecados por um hambúrguer que vêem na TV, e partem em uma insana jornada atrás do primeiro restaurante White Castle que conseguirem encontrar. Não só é uma história de “noite que foge do controle” a lá Projeto X, como também é repleta de celebridades, como Ryan Reynolds Neil Patrick Harris (interpretando a si próprio).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: